Cultura ainda barra mudanças
Estudo aponta que 74,68% das empresas ainda estão em estágio inicial em transformação digital
12 Julho 2018  |  11:49h
A - A +
Data:
Cidade:
Leonardo dos Reis Vilela
Levantamento da Cedro Technologies, com 100 empresas de grande porte, constatou que 65,31% dos executivos entrevistados mencionaram que seu orçamento para investimentos em tecnologia está maior do que a do ano anterior, enquanto 26,53% mantiveram o mesmo orçamento de 2017 e apenas 8,16% diminuíram os recursos para a área em 2018. Além disso, 75,76% já estão com projetos de transformação digital em execução. No entanto, destes, 25,32% declaram se encontram em estágio avançado de implementação e 74,68% ainda estão em estágio inicial de maturidade em transformação digital.

Segundo Leonardo dos Reis Vilela, CEO e um dos fundadores da Cedro, é fato que o mundo financeiro vive um momento de disrupção, com grandes inovações e perspectivas de fortes mudanças. "Prova disso é, sem dúvida, a forte ascensão das fintechs, que estão surgindo aos montes, provocando grandes transformações no mercado e, principalmente, no mindset dos executivos dos grandes bancos, corretoras e seguradoras. Até mesmo modelos de negócio, consolidados por décadas de sucesso, estão hoje sendo colocados à prova", enfatizou.

Quando questionados sobre os desafios enfrentados quanto à transformação digital, o levantamento apontou que a maioria dos executivos, 36,72%, responderam que a cultura organizacional ainda é a principal dificuldade para a implementação da transformação digital em suas empresas. Além dos desafios internos de cultura organizacional, 21,43%, percebem muitas dificuldades também nos fornecedores que ainda não estão preparados para o novo contexto de transformação digital dos negócios.

Dentro do grande conceito de transformação digital, o uso de tecnologias cognitivas já são realidade em diversos negócios. Inteligência artificial, machine learning e computação cognitiva são exemplos de termos que estão sendo muito disseminados atualmente. 50,56% dos entrevistados afirmam que já fazem o uso de alguma tecnologia cognitiva. Dos que já fazem uso, 28,88% destes apontaram a Microsoft como principal parceira de serviços cognitivos e o mesmo número utiliza soluções proprietárias.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário