SAS inicia parceria com Sonda
Objetivo é reforçar a presença em outros mercados, com foco inicial em varejo, manufatura e bens de consumo
9 Maio 2017  |  11:18h
A - A +
Data:
Cidade:
Eduardo Pugliese
O SAS, empresa de soluções de analytics, anuncia o início da parceria com a Sonda, integradora de serviços e soluções de TI. O objetivo é consolidar a presença em mercados nos quais a integradora já tem ampla cobertura, inicialmente com foco nas verticais de varejo, manufatura e bens de consumo. A parceria faz parte dos planos do SAS de colocar em prática a meta definida para seu programa de canais em 2017, que é consolidar a presença em mercados estratégicos de todo o país.

"Passamos um bom tempo trabalhando nas estratégias para o nosso programa de canais em 2016, com foco em novas parcerias. Fizemos isso pensando em como eles poderiam nos ajudar a levar nossas soluções a mercados que eles já atendem muito bem, mas onde ainda não temos uma presença muito forte. Será uma relação de muita troca de informações, com ganhos para ambas as partes. Esperamos ver os primeiros resultados desse trabalho o quanto antes", diz a gerente de alianças e canais do SAS Brasil, Daniela Fontolan.

Em contrapartida, a Sonda quer complementar seu portfólio com uma oferta verticalizada e que apresente o retorno do investimento em soluções analíticas. "Estamos em um processo de renovação do nosso portfólio de serviços e temos direcionado esforços em soluções de negócios que foquem em inovação. Esta parceria é uma iniciativa significativa para este plano de expansão", comenta o diretor de inovação e de Business Intelligence da Sonda, Eduardo Pugliese.

Na fase inicial da parceria, um time de especialistas em analytics do SAS está trabalhando na capacitação técnica dos profissionais da Sonda. "A venda da solução SAS exige que você fale com o tomador de decisão, com a área de negócios da empresa. Por ser uma venda mais qualitativa, precisamos fornecer o treinamento necessário para que os parceiros estejam munidos das informações exigidas nesse tipo de negociação, com um público segmentado", finaliza Daniela Fontolan. Além disso, a integradora conta com um plano de investimento para acelerar a qualificação de ofertas para os mercados estabelecidos como estratégicos, tais como finanças e varejo.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário