Mais efetivo, menos invasivo
VP da Jotacom vê marketing digital caminhando para um mix entre data first e robótica
22 Março 2017  |  09:29h
A - A +
Data:
Cidade:
João Passarinho Netto
Com diversas vantagens em relação a outras estratégias, o digital está cada vez mais presente nas ações de marketing de qualquer empresa. Afinal, hoje, o consumidor é digital. Ficar fora desse ambiente é praticamente impossível. E se já há alguns anos essa é uma disciplina obrigatória em qualquer planejamento de marketing, em 2017 ele deve dar um novo salto, com frentes de inovação sendo colocadas de fato em prática em larga escala, segundo João Passarinho Netto, VP de estratégia digital da Jotacom Comunicação.

Como exemplo, ele cita o uso de machine learning para interações entre marcas e consumidores, além da realidade virtual e aumentada turbinando a experiência com o usuário e hologramas com objetivos bem definidos. O executivo ainda acrescenta o business e social data intelligence regendo a comunicação de maneira mais inteligente e efetiva, bem como o marketing de influência produzindo conteúdo relevante por meio de personalidades do universo digital. "O marketing digital caminha para um mix entre ´data first´ e robótica. Uma espécie de organismo vivo em prol de uma comunicação ainda mais efetiva, menos invasiva, extremamente segmentada e de certa forma um pouco assustadora", explica.

Dentre esses, Netto destaca como principal aposta o Marketing de Influência, utilizando a força dos influenciadores digitais, conhecidos como "youtubers", para criar histórias originais com as marcas inseridas de maneira natural e relevante, gerando desejo e pertencimento. "Nesta frente é possível dividir a estratégia em até três níveis distintos, porém complementares, de influência, por meio dos grandes influenciadores, microinfluenciadores e brandlovers, levando a um novo nível o relacionamento entre consumidor e marcas." 

MENSURAÇÃO
Claro, que sempre com tudo analisado e mensurado com viés de performance. Até porque, esse é um dos grandes diferenciais do marketing digital, segundo o especialista. "Essa é uma frente totalmente mensurável, onde cada Real investido pode ser comprovado em conversões (KPIs)." O VP da Jotacom destaca, inclusive, que, em épocas de instabilidade econômica e política, qualquer corporação com o mínimo de conhecimento em digital sabe que este é o melhor caminho para otimizar investimentos em comunicação de maneira inteligente, já que por meio de funis de conversão é possível calcular precisamente o famoso ROI. "Pensando em Marketing Integrado (online e offline), acaba a Era do branding puro, com investimentos massivos de capital apenas na percepção/comunicação da marca e surge o conceito de Brandformance onde é possível trabalhar a marca, porém medindo o sucesso da conversão, como vendas por exemplo", completa.
Fonte:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário