Crescimento e adaptação no novo mercado
Hoje, é de extrema importância entender situação atual e buscar melhorias com as ferramentas certas
9 Fevereiro 2018  |  09:07h
Data:
Cidade:
Autor: Régis Lima

Em um cenário de instabilidade imprevisível, é preciso que, frequentemente, empresas busquem por inovação em seus processos, a fim de se manterem estáveis e competitivas no mercado. Para isso, a criatividade e determinação do gestor e seus colaboradores, junto a tecnologias que se reinventam a cada dia, conseguem gerar grandes efeitos nesse aspecto.

Com a crise no setor econômico do país que nos afetou durante os últimos anos, a grande maioria das empresas viram suas vendas caírem. Além disso, o ambiente de negócios atual, bastante dinâmico, conta com consumidores de perfil segmentado, complexo e alto nível de exigência, logo, precisamos entender todo este universo para acelerar o processo de retomada de nossas empresas.

Em outro prisma deste cenário, temos a pressão interna das companhias que, na tentativa de se manterem firmes e com bom posicionamento de mercado, exigem que seus líderes e gestores busquem caminhos para reduzir custos sem que os processos ou a qualidade dos produtos sejam prejudicados, podendo assim, satisfazer seus clientes e gerar lucratividade.

É um dilema interessante e ao mesmo tempo intrincado: gestores precisam encontrar um meio termo entre baixar custos e aumentar receita, tarefa que, sem dúvidas, tem alto grau de complexidade, sobretudo quando levamos em conta o vasto número de empresas que encontraram dificuldades nos últimos anos.

No entanto, a boa notícia é que a situação econômica apresenta melhoras, nosso mercado volta a dar sinais de recuperação e as empresas estão, finalmente, enxergando uma luz no fim do túnel de desafios. Mas para a retomada do crescimento ser, de fato, bem-sucedida, gestores precisam manter os ensinamentos aprendidos na crise: é possível, sim, aumentar a eficiência por meio da redução de custos e aumento de produtividade, principalmente quando consideramos os fatores benéficos da transformação digital e as opções de reestruturação nos processos que o mercado oferece.

Em suma: precisamos manter uma cultura de eficiência. Para tanto, cito, neste artigo, algumas das mudanças, que considero fundamentais para que gestores possam se adaptar definitivamente a um cenário de constantes pressões e necessidade de reduzir custos, ao mesmo tempo que melhoramos processos.

01. Implemente a digitalização de sua empresa:
Saber que a era da transformação digital chegou e é indispensável talvez seja o primeiro e mais importante passo, não só, para se fortalecer dentro de um ambiente corporativo, mas, também, para gerar oportunidades de crescimento dentro de um negócio. Com um leque extenso de ferramentas e plataformas oferecidas, é fácil encontrar a tecnologia ideal para a empresa em que você atua. Digitalizar atividades exercidas na corporação é um grande feito, uma vez que será possível tornar os processos mais simples, ágeis e assertivos.

2. Entenda o potencial do BPO e de novas parcerias
Para a retomada do crescimento empresarial é preciso também conseguir controlar as finanças e gastos, e parcerias com empresas de BPO consolidadas podem lhe auxiliar bastante nesse aspecto. Como se sabe, o Outsourcing permite que você conte com equipes de especialistas para lidar com uma série de tarefas que não são o foco central de seu negócio.

Deste modo, seu negócio ganha uma nova dimensão, com potencial, eficiência e ainda redução de custos fixos.

Uma das grandes vantagens do Outsourcing é poder concentrar diferentes demandas operacionais com um único fornecedor, dessa forma, a produtividade será maior, e os gastos, menores. Além disso, será possível, por exemplo, direcionar recursos em outras áreas da empresa, concentrar seus colaboradores em atividades mais criativas e que, de fato, se relacionam com o centro-motor do negócio.

Implementando tal mudança organizacional, certamente, será possível resolver a equação: menores custos/melhores resultados, fator que potencializará tanto o seu posicionamento interno em uma organização, quanto o crescimento da empresa como um todo.

3. Mude sua cultura, adapte-se ao mercado atual:
Com a incerteza que o mundo corporativo pode gerar, além da utilização cada vez mais frequente da digitalização e da robótica, agora, mais que nunca, é imprescindível que cada um estabeleça seu lugar, contribuindo para o crescimento organizacional e para a difusão de uma mentalidade inovadora. É importante estar apto a mudanças. Quando a empresa passa a ser vista de forma mais inovadora no mercado, abrem-se novas oportunidades para futuras parcerias e oportunidades de negócio.

4. Estabeleça um ambiente corporativo mais assertivo:
Por fim, não basta buscar a inovação, o gestor precisará prontificar seus colaboradores a atuar de modo eficiente neste cenário de transformação digital e de mudança de processos internos. Concentrando-os em atividades que são o core business da empresa e incentivando-os a adotarem, além disso, uma postura mais colaborativa, pode trazer grandes resultados, tanto para o profissional quando para a empresa. Afinal, demonstrar proatividade, é um diferencial em qualquer área ou escala hierárquica.

Mediante estes passos, acredito que você poderá vencer qualquer desafio dentro de uma organização. Sim, eles são complexos, mas as vitórias, quando conquistadas, sem dúvidas, serão mais significativas.

Régis Lima é diretor executivo na Lumen IT, sendo responsável pelas áreas comercial, financeira e de marketing da empresa.
Fonte:
Tags: