E-commerce passa por transformação
Pesquisa aponta desafios das lojas virtuais e como estão respondendo à mudança de perfil de cliente
12 Abril 2018  |  15:16h
A - A +
Data:
Cidade:
Regis Noronha
As novas exigências do consumidor que compra pela Internet são: logística ágil, oferta e preço competitivo, praticidade na navegação, satisfação na experiência de compra, agilidade de forma geral, confiabilidade e segurança. É o que revela recente pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos e Tendências da Atento durante o meses de janeiro e fevereiro de 2018 com 65 importantes empresas varejistas de todo o Brasil. Com isso, a amostra aponta que o setor enfrenta vários desafios: 42% têm a necessidade de melhorar a taxa de conversão, além de entender os motivos que levam clientes a abandonarem as compras no meio da transação.

Aprender a lidar com os diferentes perfis de consumidores - tradicionais e digitais - foi mencionado como a preocupação de 36%. Questões que no passado poderiam ser consideradas entraves, como a tecnologia e o investimento em mobiles, ocupam somente o quinto e sexto lugares do ranking, respectivamente, indicados por 24% e 21% dos entrevistados. Tais fatores perdem apenas para o quesito ´logística´, que aparece no topo da lista como o maior desafio do segmento no país, sendo citado por 69% da amostra.

Por outro lado, o estudo revelou também que 49% das empresas já atuam para melhorar o carrinho abandonado. Destas, 57% acompanham os pontos de desistência; 53% fazem campanhas de e-mails personalizados e 50% simplificam o processo de check out das compras. Outro dado relevante constatado é que 58% das companhias estão investindo em melhorias na experiência do usuário e 46% estão focando em marketplaces com o objetivo de atraírem novos consumidores. Entre as demais estratégias estão: realização de descontos e promoções personalizados (34%), melhorar a disponibilidade de produtos (31%) e mudanças nas formas de pagamento (22%).

Quando questionados sobre a fidelização de clientes, pouco mais da metade (51%) destaca a necessidade de sistemas específicos de retenção e 48% afirmaram que o pós-venda ainda é um importante desafio. Outros 16% destacaram a mudança no perfil do consumidor. A pesquisa confirma ainda que 59% das companhias do setor de varejo estão realizando investimentos em novas soluções para o e-commerce. A maior parte das apostas está em sistemas de SEO e em mídias sociais, ambos indicados por 71% dos entrevistados. Tecnologias de Analytics estão no centro dos investimentos de 63%, seguidas por plataformas responsivas (47%) e softwares de CRM (37%). Com os aportes em novas tecnologias, 34% dos entrevistados esperam atingir crescimento em receita entre 20% e 30%. E, avaliando o todo da amostra, 79% estimam ter um retorno em até dois anos e 21% dentro de cinco anos.

"Nesse novo cenário digital, é imprescindível que as empresas invistam cada vez mais em soluções baseadas em tecnologia analítica e inteligência artificial, a fim de transformar qualquer interação com o cliente em informação relevante, para importantes tomadas de decisão, sempre em busca da melhora da eficiência e satisfação dos clientes", afirma Regis Noronha, VP de estratégia e marketing da Atento no Brasil. "As empresas estão no caminho certo. Essas soluções são poderosas ferramentas para mapear a jornada de compra, entender os motivos do carrinho abandonado e, consequentemente, fazer a conversão da venda", complementa.

ATENDIMENTO
Quando perguntado às empresas qual o canal mais utilizado pelos consumidores para entrar em contato, seja para suporte, trocas ou dúvidas em geral, o e-mail é o primeiro na lista de preferência, citado por 76% da amostra. As mídias sociais, que ganham cada vez mais espaço no relacionamento entre consumidores e empresas, aparecem como o canal mais utilizado por 40%, seguidas de Chat (39%), Messenger (21%), aplicativos (19%) e presencial (18%). Também aparecem na lista o SMS e o chatbot, com 9% e 3% respectivamente. Entretanto, vale destacar que o telefone ainda aparece como o segundo canal preferido de acordo com 72% dos entrevistados.

A pesquisa também revelou que 46% das empresas já contam com uma estratégia de atendimento multicanal, integrando o ponto de venda físico aos demais canais - iniciativa considerada fundamental para obter sucesso na era da transformação digital. "É perceptível que a comunicação escrita lidera o contato telefônico. Do ponto de vista do relacionamento, o desafio é aumentar a satisfação do cliente, atendendo-o pelo canal que ele escolher. Por isso, as empresas precisam estar preparadas para ter uma oferta omnichannel de atendimento", complementa Noronha.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário