Ampliar parceiros é um desafio para startups
Como agregar empresas que sejam grandes players e desenvolver soluções essenciais
7 Maio 2018  |  09:43h
A - A +
Data:
Cidade:
Marco Zolet
Autor: Marco Zolet

O nosso ecossistema não para de crescer. De acordo com o banco de dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), existem atualmente cerca de 5 mil startups cadastradas no país. Isso significa que são 5 mil empresas que, todos os dias, lutam para crescer e conseguir compreender as dores dos mercados que estão inseridas.

Os grandes players são parte importante para que essa cultura se fortaleça. Sempre atentos ao que acontece em seus meios, eles são investidores e contratantes das startups. Muitos até mesmo possuem seus próprios centros de inovação aonde são desenvolvidas novas plataformas. Isso faz com que o mercado seja aquecido e retroalimentado com soluções oriundas do trabalho de profissionais que compreendem os problemas em sua totalidade.

Assim como na vida real, crescer no universo do empreendedorismo não é fácil. Os desafios são muitos. Inicia-se pela burocracia de criação de uma empresa e vai até a captação de investimentos e implementação da tecnologia. Segundo dados divulgados pela Fundação Dom Cabral, uma em cada quatro startups fecha com menos de um ano de funcionamento. Depois de quatro anos, calcula-se que outras 50% parem de funcionar.

No final de 2017, recebemos um aporte de cerca de R$3,2 milhões vindo de investidores que já haviam apostado em nós anteriormente. Isso significou que estamos no caminho certo e ainda temos muito espaço para conquistas e crescer. Um dos sintomas deste crescimento foi o aumento no número de redes de supermercado que se tornaram nossas parceiras ao longo destes quatro anos.

São empresas tradicionais, empreendimentos familiares que enxergaram no nosso negócio uma forma de se modernizarem sem perderem sua essência. Levamos a inovação para suas lojas e a humanização dos serviços de entrega para a casa dos consumidores. Conseguimos fazer com que a entrega de produtos frescos tal qual frutas, legumes e verduras (FLV) deixasse de ser um problema para estes parceiros. Isso é inovação, pautada em problemas reais.

Para os empreendedores que desejam, além de captarem recursos, conquistarem parceiros, o conselho mais importante é a compreensão do negócio em questão. Do ponto de vista do varejo - setor que falo com mais propriedade - entender o que acontece desde o abastecimento, logística, funcionalidades do chão de loja e dos processos de venda, é primordial. Desta forma, a startup naturalmente chamará a atenção dos grandes nomes da área de forma positiva. Com o entendimento da área é mais viável oferecer aos maiores players do setor uma solução que se encaixe perfeitamente às suas necessidades.

O importante é manter o objetivo de que sua solução se torne parte integrada do processo e, o mais importante, indispensável.

Marco Zolet é CEO e fundador da Supermercado Now.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário